Cuidado e empatia no tratamento da obesidade

Curso do IDOR é endereçado a profissionais da nutrição que queiram se especializar no atendimento de pacientes antes e depois da cirurgia bariátrica

A gastroplastia é um procedimento cirúrgico indicado como opção em alguns tratamentos de obesidade. Também conhecida como cirurgia bariátrica ou popularmente chamada de “redução de estômago”, essa intervenção não se trata de um recurso meramente estético, exigindo uma indicação médica especializada, sugerida após os pacientes não obterem sucesso em outros tratamentos clínicos, como a reeducação alimentar, adoção de exercícios físicos na rotina e até mesmo o uso de medicamentos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a gastroplastia é indicada apenas em casos de obesidade mais severos, que tenham complicações como apneia do sono, hipertensão arterial, diabetes, aumento de gorduras no sangue e problemas articulares. Porém, após a cirurgia, é comum ocorrerem deficiências em alguns nutrientes devido às mudanças no organismo, de forma que o acompanhamento nutricional é essencial desde o pré-operatório.

Os pacientes obesos podem ter insuficiências nutricionais antes mesmo da cirurgia bariátrica, devido a uma alimentação hiperlipídica e hiperglicídica, com baixo teor de vitaminas e minerais. Essas carências devem ser corrigidas ainda no pré-operatório, visando melhorar a recuperação e a cicatrização do organismo. Além disso, a cirurgia não representa o fim da obesidade, muito menos dos hábitos alimentares e problemas compulsivos que podem tê-la causado, por isso, é necessária a conscientização do paciente sobre mudanças no estilo de vida e principalmente um acompanhamento multidisciplinar no pós-operatório. De imediato, o papel do nutricionista é entender as particularidades de cada procedimento e principalmente a individualidade de cada paciente na hora de orientar a evolução da dieta e nos processos de reeducação alimentar.

Com intuito de qualificar profissionais da área de nutrição em todo o atendimento pré e pós operatório de pacientes com obesidade, o IDOR oferece o curso Nutrição em Cirurgia Bariátrica, um módulo intensivo de 8 horas de duração, cuja única aula ocorrerá amanhã de manhã na Clínica São Vicente, na Gávea. “Os alunos estarão em contato com um corpo docente extremamente qualificado, composto por nutricionistas com anos de experiência e coordenadoras das principais equipes de Cirurgia Bariátrica e Metabólica do Rio de Janeiro.”, afirma Juliana Garcia, nutricionista e coordenadora do curso há cinco anos consecutivos.

A coordenadora ressalta a importância da capacitação para os próprios pacientes, tendo em vista que o emagrecimento significa muito mais em suas vidas do que uma simples perda de peso, acarretando sérias mudanças no âmbito emocional, “Devemos lembrar que a cirurgia surge como última opção de tratamento. Normalmente, quando o paciente chega pensando em operar ele já passou por inúmeras tentativas de emagrecimento sem obter sucesso. O motivo da cirurgia está relacionado à saúde de forma geral, tendo em vista que, segundo a OMS, a saúde não se resume a ausência de doenças, mas também a um bem-estar físico, clínico, social e emocional”.