Diretor de Pesquisa do IDOR é convidado pelo Papa para discutir ciência!

O nosso diretor de Pesquisa, Stevens Rehen, foi convidado pelo Papa Francisco para discutir ciência na Academia Pontifícia de Ciências.

O Workshop que ocorre nos dias 23 e 24 de outubro no Vaticano, tem como tema central a Biologia Celular e Genética e reunirá um grupo de cientistas da Pontifícia Academia e da Academia de Ciências da América Latina (ACAL).

O objetivo principal será informar sobre descobertas recentes em Biologia Celular. Também incluirá discussões sobre como superar os principais desafios para a pesquisa científica na América Latina. 

A América Latina é um vasto continente que experimentou melhorias significativas nas capacidades científicas nas últimas décadas. Também houve retrocessos e desafios estruturais. A ciência é uma força motriz para o desenvolvimento com muitos benefícios sociais, e os avanços científicos em muitas áreas estão produzindo um grande impacto em todo o mundo. Entre eles, a biologia celular é o foco desta oficina. As sessões científicas reunirão especialistas em campos de biologia das membranas, genética, sinalização celular, neurobiologia e aplicações biomédicas da biologia celular.

A ciência tem consequências importantes para a educação, a produção de alimentos, a biomedicina e promove o progresso social. A América Latina tem uma população altamente educada e cultivada e uma longa história de importantes contribuições para a pesquisa biológica. Isso inclui dois prêmios Nobel de ciência (concedidos aos membros da PAS Bernardo Houssay e Luis Leloir) para pesquisas realizadas na região. Existem excelentes grupos na área de biologia celular que estão tendo um impacto importante à medida que o medicamento se torna cada vez mais molecular. 

O workshop incluirá vários biólogos  recentemente eleitos para a ACAL. A sessão de encerramento do workshop será dedicada a uma discussão geral destinada a aumentar a cooperação internacional através do vasto subcontinente. Isso incluirá a elaboração de uma declaração final com recomendações para o futuro da ciência nesta importante região. 

Os tópicos de discussão incluirão colaborações científicas intracontinentais que têm muito espaço de melhoria devido à ênfase atual nas relações verticais com o hemisfério norte, em vez de horizontal entre os vizinhos. Outros tópicos incluirão ingredientes-chave, como cooperação mútua, intercâmbio de estudantes e pesquisadores, e esforços comuns para o estabelecimento de infra-estrutura. 

Os resultados dessas discussões serão compartilhados com governos, academias de ciências e sociedades científicas na América Latina. A ACAL foi fundada durante uma reunião especial convocada pelo presidente da PAS, Carlos Chagas, em 1982, e esse encontro entre o PAS e a ACAL examinará o progresso 35 anos depois e procurará um desenvolvimento sustentado em biomedicina. O PAS, com sua perspectiva universal, espera dar impulso a muitas mais décadas de construção de pontes na ciência latino-americana.


SOBRE A ACADEMIA PONTIFÍCIA DAS CIÊNCIAS:
A Academia Pontifícia das Ciências é de âmbito internacional, multi-racial na composição, e não-sectária na escolha dos membros. O trabalho da Academia compreende seis grandes áreas: ciência fundamental, ciência e tecnologia de problemas globais; ciência para os problemas do mundo em desenvolvimento, política científica; bioética, epistemologia.

*Fonte: The Pontifical Academy of Sciences