Novo curso de Neurociência Translacional do IDOR

Você já deve ter ouvido falar da neurociência, mas sabia que seus estudos podem ser aplicados em várias áreas de conhecimento?

A neurociência tem como premissa estudar o funcionamento do encéfalo, que é o conjunto de órgãos responsáveis pelo nosso sistema nervoso, sendo o cérebro o principal deles. Esta ciência busca compreender como se dá a nossa formação nervosa - que inclui também aspectos do nosso controle motor e comportamento - desde a concepção no útero até a nossa morte. Por isto, a neurociência se coloca como um eixo multidisciplinar, à medida que conversa com outras ciências na área da saúde, como educação física e fisioterapia, no campo das ciências humanas, a exemplo da psicologia e da economia, e também nas ciências exatas, englobando  questões da química e da física.

Com o objetivo de promover um estudo mais expansivo na neurociência, o Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR) está organizando a primeira edição do Curso de Neurociência Translacional, que tem como objetivo abordar os conceitos da neurociência básica na sua aplicação em três grandes campos do conhecimento: a educação, a saúde e a sociedade. As aulas serão divididas entre 10 videoaulas online, com tópicos comuns aos três eixos  e 10 encontros presenciais, com enfoque na área interdisciplinar escolhida pelo aluno. O conteúdo presencial ocorrerá às segundas-feiras pela manhã, onde os mediadores responsáveis por cada eixo abordarão tópicos avançados, baseados em evidências científicas, sobre como o estudo do cérebro humano ajuda a entender e enfrentar os principais desafios do processo de aprendizagem, das doenças do sistema nervoso e do comportamento social. O coordenador do curso é o renomado neurocientista Roberto Lent, que além de pesquisador do IDOR e professor da UFRJ, também é Coordenador da Rede Nacional de Ciência para Educação e membro titular da Academia Brasileira de Ciências. Lent é responsável pelas 10 aulas introdutórias, que serão enviadas a todos os estudantes do curso sempre na semana prévia à aula presencial.

Os mediadores são Emily Castro, Kleber Neves e Theo Marins. Emily Castro será responsável pelo eixo da Saúde. Ela é doutoranda em Neurociência Básico-Clínica pela UFRJ e suas áreas de interesse incluem a composição celular do encéfalo humano, desenvolvimento cerebral, dimorfismo sexual cerebral, envelhecimento cerebral e demências. Kleber Neves estará encarregado pelo eixo da Educação. Ele é doutor em neurociências pela UFRJ e tem experiência nas áreas de evolução do cérebro, cognição e política educacional e científica. Theo Marins estará encarregado pelo eixo de Sociedade. Ele é doutor em neurociências pela UFRJ e pesquisador de pós-doutorado no IDOR em temas como neurofeedback, neuroplasticidade, reabilitação motora, neurofisiologia, neuroanatomia e neuroimagem.

O eixo comum do curso, base para os outros três roteiros, abordará desde a anatomia e comunicação dos neurônios até a formação das redes neurais e funções mais complexas como a cognição e as emoções. Todos os estudantes do curso terão acesso a este roteiro.

O eixo da Saúde é destinado a estudantes e profissionais da área da saúde (medicina, enfermagem, fisioterapia, biomedicina, psicologia, entre outros). Este roteiro abordará temas como desenvolvimento do cérebro e como ele se modifica, compreendendo seus aspectos complexos, como emoções e habilidades cognitivas. Ademais, serão discutidas as alterações na estrutura e função encefálicas sob condições patológicas como o vírus da zika e as demências.

O eixo da Educação vai abordar de que maneira o cérebro aprende e memoriza. De que modo fatores como sono, alimentação, exercício físico, condições socioeconômicas, ambiente social e alfabetização influenciam nos processos de aprendizagem. Este roteiro é destinado a profissionais da educação (professores, diretores, gestores, entre outros).

O último eixo temático é o de Sociedade, destinado a profissionais que transitam entre diferentes áreas do conhecimento. Psicólogos, estudantes de graduação das áreas do comportamento, jornalistas, assistentes sociais, administradores, advogados, entre outros, que estejam interessados nas aplicações da neurociência no dia a dia, terão neste roteiro temas como o funcionamento da atenção e da memória, o processamento e tomada de decisões no cérebro e o entendimento de como este órgão se adapta ao ambiente. Também será abordado para onde as pesquisas caminham no estudo da interação entre o cérebro e as máquinas. Este eixo buscará compreender aspectos de estudos de neuroética, como definição da morte e suas implicações jurídicas.

A cada dia do curso, os estudantes iniciarão as aulas respondendo a questões referentes à vídeoaula temática do dia, em uma atividade de 30 minutos de duração. Logo após esse início, o curso será dividido em três ambientes, de acordo com a escolha de roteiro realizada pelo aluno na inscrição. Em cada grupo temático, as atividades de discussão serão mediadas pelos monitores, e terão duração de 1h30. A atividade seguinte, que finaliza a aula do dia, será um debate com um convidado especialista no tema, discussão que será mediada por Roberto Lent, também com duração de 1h30.

Ao longo das aulas, os alunos irão adquirir o senso crítico necessário para aplicar conceitos da neurociência ao cotidiano profissional, além de desenvolverem uma visão diferenciada sobre os processos cerebrais por trás da aprendizagem, do comportamento, dos transtornos neurológicos e psiquiátricos e sobre funções mentais complexas.

Tem interesse em se inscrever? Então clique aqui e saiba mais.