O FIM DO USO DE ANIMAIS EM TESTES LABORATORIAIS

A partir de 2019, todo produto cosmético ou dermatológico criado no Brasil deverá passar por testes em peles fabricadas em laboratório. A medida visa restringir o uso de animais em pesquisas e o IDOR, desde 2012, em parceria com a L’Oreal, desenvolve um modelo de pele artificial. “Conseguimos criar em laboratório o neurônio sensorial, que responde a estímulos. O desafio agora é juntá-lo à pele para entender como o sistema nervoso interpreta as alterações que ocorrem ali.”, comenta Stevens Rehen, diretor de pesquisa do IDOR. 

Confira a matéria completa da Folha de SP aqui: https://goo.gl/4EyMWy