Para acelerar o empreendedorismo em saúde no Brasil

Iniciativa do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino e da Rede D’Or São Luiz visa impulsionar startups para que se tornem globalmente competitivas.

Conectar startups inovadoras, cientistas, investidores e o mercado da saúde no Brasil é a missão do Open D’Or Healthcare Innovation Hub, uma plataforma de inovação que visa agilizar a transformação de boas ideias em bons produtos disponíveis na área médica e hospitalar. A partir desta iniciativa, empresas terão a oportunidade de aprimorar produtos e processos para aplicação no mercado.

“O Open D’Or nasce para estimular o empreendedorismo em saúde. Nosso grande objetivo é impulsionar startups para que se tornem globalmente competitivas”, explica Jorge Moll Neto, presidente do conselho de administração do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino e idealizador do projeto. Ele conta que a ideia partiu da observação de que mesmo a pesquisa científica de excelência pode demorar a gerar aplicações que cheguem até o mercado. “É difícil a inovação puramente científica se traduzir numa ideia de um produto se você não tem um interessado em transformar aquilo em negócio. Então, vimos que faltava estimular a cultura empreendedora e articular com diversos setores da academia, do setor privado e do governo”, completa.

Como o próprio nome diz, o Open D’Or trabalha a inovação aberta. Segundo Moll, trata-se de uma forma mais fluida de inovar, que permite a atuação de vários agentes, incluindo empreendedores, técnicos, acadêmicos, executivos e outros profissionais de diversas áreas. As startups apoiadas pelo projeto terão a oportunidade de interagir com gestores do maior grupo de hospitais privados do Brasil, a Rede D’Or São Luiz, além da equipe do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino.

Ambiente tecnológico e integrado

Na estrutura física, que contará com espaço de coworking, o grande destaque é o Living Lab, laboratório versátil de simulação de ambientes hospitalares, como leitos de terapia intensiva ou salas de cirurgia. “O Living Lab é uma forma de simular esses ambientes hospitalares, em termos de equipamentos e sistemas, para realizar testes de forma segura e rápida, que vão permitir ajustes e aperfeiçoamentos sob a supervisão de equipe especializada”, comenta Moll.

Empresas selecionadas irão trabalhar no desenvolvimento de suas soluções dentro do Open D’Or, com a equipe ou parte dela alocada nas novas instalações. Os interessados encontram mais informações sobre o Open D’Or em https://opendorhub.org