Primeiros passos na medicina

Programas de residência em medicina de emergência e clínica médica estão com inscrições abertas até 8 de janeiro.

Oportunidades para médicos recém-formados: o Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR) e a Rede D’Or São Luiz abriram inscrição para seus programas de residência médica em diversas especialidades, incluindo medicina de emergência e clínica médica, para que o único pré-requisito é a conclusão do curso de medicina. A residência em clínica médica, por sua vez, é pré-requisito para vários outros cursos, incluindo medicina intensiva, hematologia e hemoterapia, cardiologia e oncologia clínica.

O programa de residência em medicina de emergência é realizado no Hospital Quinta D’Or e tem duração de três anos, com carga horária de 60 horas semanais. "O profissional vai ser treinado nas principais áreas de atendimento: clínico, cirúrgico, ortopédico, obstétrico e pediátrico", explica o coordenador do programa, Werner Scheinpflug. Além do atendimento dos pacientes sob a supervisão dos preceptores, o residente recebe treinamento em temas como suporte avançado em cardiologia e trauma, manuseio de via aérea e ultrassonografia à beira-leito em um centro de simulação realística.

Para Angelica Sauthier, preceptora da residência em emergência médica, um desafio particular dessa área de atendimento é que, no mesmo plantão, o médico precisa lidar com casos de alta complexidade e outros muito simples. "Cabe ao emergencista aprender a diferenciar esses dois tipos de pacientes e saber atuar imediatamente no paciente que tem mais risco de vida", afirma.

Já o curso de clínica médica tem como objetivo o treinamento dos residentes para o atendimento a pacientes clínicos e cirúrgicos em ambiente hospitalar e ambulatorial. "A clínica médica funciona aqui como uma formação de alta complexidade, perpassando as unidades de emergência, terapia intensiva, semi-intensiva e alguns nichos em que o hospital tem excelência, como hemato-oncologia, hepatologia e radiologia, entre outros setores", conta Fábio Neffa, preceptor do programa.

Com dois anos de duração e carga horária de 60 horas semanais, a residência em clínica médica pode ser cursada nos hospitais Barra D'Or, Caxias D'Or, Copa D'Or, Norte D'Or, Quinta D'Or e Rios D'Or. Para a residente Nathália Mello, a principal vantagem de cursar o programa da Rede D’Or São Luiz é ter à disposição toda a estrutura necessária ao atendimento. "Conseguimos fazer, de verdade, o que a medicina tem de melhor para oferecer ao paciente, seja na parte diagnóstica, seja na parte de tratamento", celebra.

Em ambos os cursos, os residentes recebem remuneração mensal de R$ 4 mil e, além do treinamento prático, participam de aulas teóricas, seminários e discussões de casos, inclusive interagindo com residentes e preceptores de outros programas. Destaca-se, ainda, a possibilidade de trabalhar nos hospitais da Rede D’Or São Luiz após a conclusão do curso. "A Rede vem estimulando a residência para oferecer formação médica de excelência e, talvez, incorporar esses profissionais em seus quadros", diz Neffa.

Saiba mais:

Residência em clínica médica

Residência em medicina de emergência