Saúde, Tecnologia e Inovação na América Latina

Open D´Or sedia evento da Cisco sobre transformações digitais na saúde

Quarta-feira passada (24/04), o Open D’Or recebeu analistas e jornalistas da América Latina para um evento exclusivo sobre o panorama empresarial brasileiro na área de transformação digital. O evento foi organizado pela Cisco, parceira do Open D’Or, que escolheu nosso Hub de inovação em saúde para sediar as palestras referentes à área de HealthTech.

A primeira fala, ministrada por Gabriela de Salles Van der Linden, apresentou para a imprensa e analistas o objetivo do Open D’Or em estar sempre em contato com novas tecnologias na saúde, o que faz de suma importância manter grandes parcerias na área. Gabriela mostrou que a intenção do Hub é trazer novas tecnologias para o cuidado na saúde do Brasil, e por isso firma colaborações com diversas iniciativas de inovação, desde empresas e startups até parques tecnológicos e laboratórios de pesquisa.

Logo em seguida, Ricardo Santos, representante da Cisco, falou de projetos que a empresa vem desenvolvendo na área de HealthTech, assim como os obstáculos que são encontrados no processo da transformação digital na saúde. Entre os empecilhos, Ricardo falou de forma relacionável e descontraída do hábito contemporâneo de autodiagnosticar doenças por ferramentas de pesquisa na internet, e como isso pode levar ao consumo indevido de medicamentos e a subvalorização das prescrições realizadas por profissionais autorizados. Ele também citou como a digitalização oferece grandes riscos na segurança de dados, questão que os hospitais não costumam enfatizar e acabam sendo alvo maior para hackers, mesmo quando comparados com bancos, que por sua vez investem muito mais em segurança digital.

Contudo, a digitalização também trouxe diversas transformações positivas para a área médica e de saúde, desde exames mais rápidos e mais precisos até sistemas integrados de diagnóstico e histórico dos pacientes, como os Eletronical Medical Records (EMR), tecnologia que permite que cada médico acesse uma base com todas as informações médicas do paciente, integrando seu tratamento de forma mais efetiva. Segundo Ricardo Santos, alguns EMRs, porém, ainda eram insuficientes nessa incorporação, principalmente quando relacionadas à oncologia e a algumas questões técnicas, o que influenciou a Cisco a desenvolver junto com a HIMSS Analytics um novo sistema aperfeiçoado, o INFRAM, cuja primeira aplicação na América Latina será no Brasil.

Após o representante da Cisco, dois pesquisadores da PUC-RIO falaram de um dos principais laboratórios que a faculdade fomenta, o LES, Laboratório de Engenharia de Software, que também é parceiro do Open D’Or. O Lab desenvolve projetos de pesquisa em Tecnologia de Inovação, principalmente na área relacionada a softwares e outras disciplinas da Informática, mas que também se aliam de forma multidisciplinar a outros departamentos da Universidade. Os palestrantes declararam que um dos maiores desafios do LES é estimular e ajudar os alunos a dar o salto entre as pesquisas e a efetiva colocação de seus projetos no mercado, tendo o empreendedorismo como um dos principais objetivos dessa iniciativa.

O último parceiro do Open D’Or a se apresentar foi a Logicalis, que mostrou no próprio Hub as inovações em saúde aplicadas no espaço. Eles também apresentaram cases de suas soluções de higienização de mãos para apoiar o controle de infecções hospitalares, além de outras otimizações de segurança, agilização de processos e redução de custos através da aplicação de novas tecnologias como IoT, Cloud, Big Data e Analytics.
Assistindo às apresentações, havia representantes de importantes veículos de imprensa do México, Costa Rica, Peru, Argentina e Chile, além de analistas do IDC, Frost & Sullivan, Ovum e Global Data, baseados tanto no Brasil como em outros países da América Latina. A participação do Open D’Or como espaço escolhido para a temática em HealthTech foi uma experiência enriquecedora e uma oportunidade de divulgação que abre portas para futuras parcerias na área de tecnologia e inovação em saúde.